Viagem para Recife

Viagem para Recife

Veja tudo sobre Viagem para Recife – É um roteiro bem requisitado para quem quer explorar o nosso Brasil.

Advertisement

Lembrando que, a cidade fica situada no nordeste do país, com uma beleza especial que com certeza você irá adorar conhecer.

Isso porque, é uma cidade alegre, com um povo festivo, paisagens e praias incríveis.

Contudo, a metrópole é a mais rica do Nordeste brasileiro, desempenhando um forte papel centralizador em seu estado e região.

Além disso, Recife foi eleita por pesquisa encomendada pela MasterCard Worldwide, como uma das 65 cidades com a economia mais desenvolvida dos mercados emergentes no mundo.

Advertisement

Portanto, se você pretende fazer uma viagem para Recife ou se você está montando o seu pacote de viagem para Recife, fique atento as nossas dicas.

Então, veja o que temos sobre Viagem para Recife:

Viagem para Recife – Um pouco da cidade

Recife é um município e capital do estado de Pernambuco, no Brasil.

Assim, sendo a metrópole mais rica do Nordeste brasileiro, Recife desempenha um forte papel centralizador em seu estado e região.

E, abrigando grande número de sedes regionais e nacionais de instituições e empresas públicas e privadas.

Advertisement

Assim como, o Comando Militar do Nordeste, a SUDENE, a Eletrobrás Chesf, entre outras.

Além disso, Recife foi eleita por pesquisa encomendada pela MasterCard Worldwide, como uma das 65 cidades com economia mais desenvolvida dos mercados emergentes no mundo.

Lembrando que, apenas cinco cidades brasileiras entraram na lista, tendo Recife recebido a quarta posição, após São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília e à frente de Curitiba.

Sendo assim, a cidade destaca-se por possuir o maior parque tecnológico do Brasil, o Porto Digital.

E, com o maior número de consulados estrangeiros fora do eixo Rio-São Paulo, sendo inclusive a única cidade, com exceção de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Tem também, o segundo maior polo médico do Brasil, além do melhor aeroporto do Brasil o Aeroporto Internacional do Recife.

Contudo, Recife atrai turistas de todo o mundo, com suas belas praias e também com as festas culturais, sendo: O Carnaval e o São João.

Veja também
1 De 3

Vale lembrar, que a cidade abriga a maior agremiação carnavalesca do mundo, o Galo da Madrugada.

Assim, estima-se que participem cerca de dois milhões de pessoas, vindas de várias partes do Brasil e do mundo.

Portanto, se você está montando seu pacote de viagem para Recife, anote todas as dicas e faça uma incrível viagem.

No entanto, Recife tem o site oficial da prefeitura para quem quer mais informações sobre a cidade, acesse:

http://www2.recife.pe.gov.br

Os Pontos Turísticos de Recife

Primeiramente, se você irá fazer uma viagem para Recife, não pode deixar de conhecer os principais pontos turísticos que a cidade tem a oferecer.

Portanto, fique atento, iremos mostrar os lugares que você deve colocar em sua lista para aproveitar o melhor da sua viagem.

Olinda
Olinda

Olinda

Separadas por apenas 7 km, as irmãs Recife e Olinda são quase a extensão uma da outra.

Ambas surgiram no período colonial, mas, entre disputas e guerras, Recife acabou ficando sob domínio holandês, e Olinda sob custódia dos portugueses.

Além disso, Olinda foi a segunda cidade brasileira a receber o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela UNESCO, depois apenas de Ouro Preto, em Minas Gerais.

As construções coloniais, em belo estado de conservação, chamam a atenção até mesmo daqueles que não se interessam muito por história.

Assim, o charme das ruazinhas e o colorido da cultura local encantam a todos os viajantes.

Uma foto nesse belo local fica linda, portanto, não deixe de dar uma passadinha por lá.

Assim, quem for para o agito do Carnaval pode esperar as ruas lotadas de foliões e de bonecos gigantes.

Atrativo tradicional que anima essa festa popular.

O frevo, ritmo tradicional, dá o ritmo à dança.

Igreja Nossa Senhora do Carmo
Igreja Nossa Senhora do Carmo

Igreja Nossa Senhora do Carmo

A Igreja Nossa Senhora do Carmo é vizinha do Convento do Carmo, onde Frei Caneca fez seus votos religiosos e ordenou-se sacerdote, e onde, presume-se, está enterrado.

No ano de 1909 a Virgem do Carmo foi proclamada Padroeira do Recife, e no dia 21 de setembro de 1919 foi coroada.

Em 1917, a igreja foi agregada à Basílica de São Pedro, no Vaticano, e em 1922, elevada à condição de Basílica.

Além disso, a Basílica e o Convento do Carmo foram tombados em 5 de outubro de 1938 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Capela Dourada
Capela Dourada

Capela Dourada

Na mais bela igreja de Recife, a Capela Dourada tem o teto e as paredes repletas de pinturas sacras, ornadas por molduras douradas.

Além disso, nos altares laterais, a quantidade de ouro impressiona.

Nos fundos fica a Igreja Santo Antônio (1606), cujo belo painel de azulejos portugueses serviu de inspiração para o pátio do convento anexo.

Aberta de segunda a sexta, das 8h às 12h, e das 14h às 16h30. A entrada é gratuita.

Recife Antigo
Recife Antigo

Recife Antigo

A melhor maneira de desbravar Recife Antigo é andando a pé por suas ruas de paralelepípedos e pedras portuguesas.

Sendo assim, comece pela Rua do Bom Jesus, com casario peculiar holandês e galerias de arte.

Em seguida, o tour deve incluir também o Observatório Cultural Torre Malakoff, que descortina uma das mais bonitas vistas da cidade.

E, o Teatro Apolo, inaugurado em 1846 e fechado durante mais de um século, onde é hoje um dos mais concorridos cinemas de Recife.

Assim, para terminar, aprecie o visual da cidade a partir do Marco Zero, à beira do rio Capibaribe.

As Praias de Recife

As Praias de Recife são belas e de águas mornas, vale muito a pena colocar cada uma delas em seu roteiro de viagem para Recife.

Portanto, fique atento as nossas dicas e faça sua viagem ser ainda mais incrível.

Praia de Boa Viagem
Praia de Boa Viagem

Praia de Boa Viagem

A Praia de Boa Viagem é a mais famosa do Recife e tem ótima estrutura para o turista.

O lugar é bastante movimentado quando o tempo está favorável, é comum ver banhistas e pessoas praticando exercícios físicos.

Essa praia possui águas mornas e esverdeadas, proporcionando não apenas um bom mergulho no mar como também um excelente plano de fundo aos olhos.

A faixa de areia é longa em vários trechos da orla, onde é comum admirar coqueiros.

Além disso, no calçadão ficam quiosques que vendem bebidas e, nas areias, vendedores ambulantes e barracas.

Boa Viagem é uma praia de ondas relativamente fracas porque a orla está protegida por um grande arrecife.

Na maré baixa formam-se várias piscinas naturais, especialmente na altura do hotel Golden Tulip.

No entanto, há várias placas na praia alertando para o risco de ataques de tubarões.

No Recife ocorrem ataques de tubarões, por isso é importante tomar alguns cuidados, como evitar o mergulho em horários de maré alta.

Além disso, evitar o mergulho se estiver com sangramentos, não usar objetos brilhantes ao entrar no mar e não se afastar muito da areia, entre outros.

Gaibu
Gaibu

Gaibu

A Praia de Gaibu é a principal praia do município, logo ao lado de Calhetas, atraindo especialmente os jovens recifenses, que se jogam nas altas ondas, propícias para o surf.

Sendo assim, o mar aberto e invocado, conta com piscinas naturais e um belo entorno com o Morro das Pedras.

Além disso, onde se tem um visual incrível lá do alto, se torna uma das melhores opções de Pernambuco.

Ilhota Coroa do Avião
Ilhota Coroa do Avião

Ilhota Coroa do Avião

Em um banco de areia no meio do mar do município de Igarassu, eis que surge a Ilhota Coroa do Avião.

De frente para o Forte Orange e ao lado da Ilha de Itamaracá, Coroa é o habitat natural de aves migratórias.

Sendo assim, são objeto de pesquisa da Estação de Estudos Sobre Aves Migratórias e Recursos Ambientais da Universidade Federal de Pernambuco.

Além disso, suas águas transparentes e mornas convidam para um mergulho.

Não há energia elétrica no local, mas existem restaurantes e bares que preparam petiscos e pratos à base de frutos do mar.

Pontal do Cupe
Pontal do Cupe

Pontal do Cupe

A ponta Norte da Praia do Cupe, que tem cinco quilômetros de extensão, é um de seus melhores atrativos.

Protegida por recifes de corais, Pontal do Cupe conta com piscinas naturais e águas bem mais calmas do que a de outras áreas da mesma faixa litorânea, onde ficam os surfistas.

Entretanto, com pouca infraestrutura, mantém sua beleza praticamente intacta.

Praia de Guadalupe
Praia de Guadalupe

Praia de Guadalupe

A Praia de Guadalupe tem uma tranquilidade que toma conta dos três quilômetros de areia que se estendem por essa praia.

Localizada em Sirinhaém, é banhada por um mar calmo e cristalino, que mais parece uma piscina natural, com vista para os coqueiros e a vegetação nativa.

Sem infraestrutura, atrai turistas durante a alta temporada, que podem desfrutar de bons momentos, praticar esportes e fazer piqueniques, sempre lembrando de manter a praia limpa.

Praia de Piedade e Candeias
Praia de Piedade e Candeias

Praia de Piedade e Candeias

Em Jaboatão dos Guararapes existem duas praias vizinhas que por muito tempo caíram no esquecimento, sendo a Praia de Piedade e Candeias.

Piedade e Candeias, fica logo ao lado da famosa praia de Boa Viagem.

No entanto, com o avanço do mar, a faixa de areia foi coberta, o que afastou os turistas.

Tempo depois, o governo investiu em ampliá-la, trazendo de volta ambas as opções para curtir o verão.

Urbanizada, possui uma orla agradável e um mar verdinho, onde os ventos sopram forte e favorecem esportes náuticos como o windsurfe.

Praia dos Carneiros
Praia dos Carneiros

Praia dos Carneiros

Vizinha de Tamandaré, a Praia dos Carneiros é uma das melhores praias do território brasileiro e costuma atrair pessoas em busca de tranquilidade.

Deserta, conta com águas mornas, esverdeadas e cristalinas que formam enormes piscinas naturais.

Além disso, com infraestrutura para receber turistas, ainda assim se mantém rústica, seja na orla ou nos arredores da capela São Benedito.

Praia de Calhetas
Praia de Calhetas

Praia de Calhetas

Em Cabo de Santo Agostinho, a Praia de Calhetas fica rodeada por rochas, coqueirais, arrecifes e o mar azul.

No entanto, costuma ficar agitada por conta dos bares locais.

E, mesmo sendo pequenina, conta também com uma tirolesa.

Além disso, dizem que é uma das praias mais bonitas do mundo e pela foto, podemos ter uma prévia dessa afirmação.

Porto de Galinhas
Porto de Galinhas

Porto de Galinhas

Em Ipojuca, no litoral Sul, está um dos destinos brasileiros mais cobiçados.

As piscinas naturais de Porto de Galinhas são formadas por águas claras e mornas, por onde também passam jangadas.

A região rodeada por hotéis, resorts, bares e restaurantes, costuma fervilhar durante a noite.

A Gastronomia de Recife
A Gastronomia de Recife

A Gastronomia de Recife

Na Gastronomia de Recife, temos:

  • Bolo de rolo;
  • Tapioca;
  • Arrumadinho de charque;
  • Bolo Souza Leão;
  • Carne de bode;
  • Bobó de camarão;
  • Entre outros.

Sendo assim, é com a culinária típica do Recife que a cidade se mostra para os seus visitantes.

Assim, com a diversidade de estabelecimentos gastronômicos, o cardápio do Recife se torna bastante variado.

Contudo, misturando pratos típicos a ingredientes sofisticados, os mercados, bares, restaurantes e botecos mostram o que têm em comum, e junto, a competência para agradar a todos os paladares.

Carne de sol
Carne de sol

Carne de sol

Muito tradicional em Recife, a Carne de sol não precisa de nenhum tempero além do sal.

Ela é curtida no sol por alguns dias e com isso não precisa de mais nada além de ser frita numa frigideira.

Além disso, pode ser assada numa chapa ou até numa churrasqueira.

É servida acompanhada por arroz branco, feijão de corda (também conhecido como feijão verde), vinagrete, farofa de ovo ou de cebola e em alguns lugares de jerimum,.

Além disso, também acompanha queijo coalho frito, macaxeira cozida ou frita e a manteiga de garrafa para dar aquele sabor.

A carne de sol pode ser feita com carne de boi, contrafilé, alcatra, coxão mole, patinho, picanha, filé mignon ou carne de porco, de bode ou de carneiro.

Buchada
Buchada

Buchada

A Buchada é um prato feito com as vísceras do bode.

Sendo assim, a Buchada de bode leva as vísceras que são picadas em pedaços bem pequenos.

Além disso, os intestinos servem para fazer os ‘buchos’ onde o sarapatel é colocado.

Depois, os buchos são costurados e levados ao fogo para se chegar ao caldo que depois será mexido com a farinha para fazer o pirão.

E, as tripas do bode também são usadas nesse prato.

Assim, depois de pronto é acompanhado de verduras e arroz branco.

Charque desfiada
Charque desfiada

Charque desfiada (carne seca)

A Charque desfiada é servida como um petisco acompanhado de farinha de mandioca acebolada ou pura mesmo.

Canjica
Canjica

Canjica

A Canjica é outra comida de milho, que hoje em dia está sempre nas padarias e cafeterias de Recife.

Além disso, leva os mesmos ingredientes da pamonha mas o modo de fazer é o que diferencia.

Lembrando que, a canjica de Recife é feita a partir do milho ralado e não aquele milho branco usado no sudeste do Brasil.

Essa, é a conhecida canjica amarelinha.

Sendo assim, sempre é servida com canela em pó por cima.

Contudo, pode ser levada à mesa em porções individuais.

Bolo de rolo
Bolo de rolo

Bolo de rolo

O Bolo de rolo é bem diferente do rocambole, que é aquele bolo grosso com recheio e cobertura.

Isso porque, ele tem uma massa extremamente fina e não leva cobertura, apenas recheio de goiabada e açúcar refinado por cima.

Assim, tem o status de patrimônio de Pernambuco e depois de todo o sucesso que faz, outros sabores de recheios foram incorporados ao bolo de rolo.

Bolo Souza Leão
Bolo Souza Leão

Bolo Souza Leão

O Bolo Souza Leão não é aquele bolo que apenas com a receita todo mundo consegue fazer.

Lembrando que, também é patrimônio cultural e imaterial do Estado de Pernambuco.

Além disso, não leva trigo, essa farinha é trocada por massa de mandioca.

No entanto, ainda leva manteiga, ovos e leite de coco.

O nome do bolo é o mesmo sobrenome da esposa de um coronel que chegou à receita e a divulgou.

Cartola
Cartola

Cartola

O Cartola é mais um patrimônio imaterial de Pernambuco, esse doce é feito com queijo de manteiga, banana frita, açúcar e canela.

Sendo assim, não há quem resista a uma cartola, podem acreditar.

Assim, a mistura dos sabores é perfeita.

Contudo, dizem que a cartola vem da mistura dos ingredientes que eram fáceis de se encontrar nos engenhos da região, somados às culturas africanas e indígenas.

Conheça lugares para viajar pelo Brasil – Clique aqui.

Portanto, se o artigo foi interessante para você COMPARTILHE em suas redes sociais.

Leia também

Esse site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade
error: Conteúdo protegido!!