Quais os Primeiros Passos para Investir?

O dinheiro não pode ficar parado, essa é uma máxima do bom investidor!

Se você tem dúvidas sobre os primeiros passos para investir, fique tranquilo, você não está sozinho. Então, nos acompanhe e veja dicas importantes para se se tornar um grande investidor.

O dinheiro não pode ficar parado, essa é uma máxima do bom investidor!

Advertisement

Ele é como água. Se fica parado, gera impurezas e fica absolutamente insalubre. Por vezes até juntando mosquitos da Dengue (no caso da água, claro).

Mas o dinheiro estático perde o seu valor. Fica insalubre para o mercado e lentamente corroído pela inflação, especialmente em épocas de crise e incertezas.

Como o Brasil é um país de incertezas desde mais ou menos 1500, é necessário tomar uma providência com relação a isso.

O caminho, meu caro, é investir.

Advertisement

Contudo, não aprendemos como fazer isso na escola. Muitas famílias não possuem este hábito.

Logo, é natural que as pessoas fiquem temerosas.

Mas não se preocupe, pois aqui vamos dar os primeiros passos para investir.

Esperamos que, ao final deste breve guia, você se sinta mais seguro a conduzir melhor o seu patrimônio. Acompanhe em:

O que é isso

Começando a investir

Sem dinheiro não dá para investir

Vamos começar pelo óbvio: se você não tiver dinheiro, não vai conseguir fazer investimentos.

Advertisement

Ou seja, você não vai investir aquele dinheiro que usa para comer ou para pagar aluguel. Afinal, estes gastos são necessários para sobrevivência.

Então, certamente o primeiro passo para começar é poupar.

Por menos que você consiga economizar em 1 mês, saiba que isso já faz alguma diferença.

Pois é possível começar investimentos com bem pouco.

Investimentos precisam ser consistentes, por isso é necessário fazer uma organização completa nas suas finanças.

Isso pode significar cortar alguns gastos desnecessários e eliminar dívidas.

Sendo assim, conseguindo separar alguns recursos, podemos passar para o segundo passo.

Veja esse vídeo sobre “Como Investir na Bolsa sem ter Dinheiro”:


Estude as possibilidades

Uma vez que você tenha conseguido se livrar das dívidas e separar aquele dinheirinho no final do mês, é hora de começar a estudar o mercado.

Por sorte, hoje em dia não é necessário um estudo muito formal, pois na internet é possível encontrar bastante informação sobre o assunto.

Contudo, é preciso ter cuidado. O que não faltam são picaretas que prometem mundos e fundos!

Desconfie sempre de tudo aquilo que parece bom demais para ser verdade, pois geralmente não é.

Foque o seu estudo mais no funcionamento dos investimentos, as possibilidades que o mercado oferece, como tesouro Direto, CDB e outros.

Inclusive, uma matéria do G1 reuniu uma lista com diversos sites confiáveis para aprender mais sobre mercado financeiro.

Tenha em mente seus objetivos é um dos primeiros passos para investir

Tudo que fazemos na vida é orientado a algo. E investir também é assim.

Definir um objetivo ajuda muito na hora de escolher qual o tipo de investimento ideal para você.

O que você deseja fazer a médio e longo prazo? Comprar uma casa? Fazer uma viagem? Garantir uma aposentadoria?

Você pode querer ter aquele negócio que sempre sonhou ou fazer uma faculdade. O que importa é ter isso claro na sua mente.

Desta forma, você vai conseguir manter o foco e ser mais disciplinado quando for fazer seus investimentos.

Descubra qual o seu perfil

O próximo item entre os primeiros passos para investir consiste em saber qual o seu perfil.

Isso vai definir qual tipo de investidor você deseja ser. Isso é algo comum que os bancos fazem quando vão fazer este tipo de operação.

É importante, pois desta forma você se sente mais confortável em guiar seus investimentos.

De fato, um perfil muito comum é o Conservador.

Pessoas conservadoras com o investimento valorizam muito mais a segurança e a liquidez a longo prazo.

Este tipo de perfil valoriza muito mais ter o seu dinheiro rendendo, ainda que não seja muito, e repele qualquer possibilidade que leve a perdas.

É sempre importante ter em mente que uma das regras do mercado é: quanto maior o risco, maior o ganho. E vice-versa.

Então, conservadores tendem a não tolerar riscos.

Um investimento bem comum ainda é a poupança, seguido pelos Fundos de Investimentos e Títulos Privados, segundo um relatório produzido pela ANBIMA.

Mas, convenhamos, a poupança não rende praticamente nada. Mesmo pessoas com perfis conservadores encontram outras formas seguras e mais rentáveis.

O perfil oposto é o Arrojado, que gosta de arriscar, sempre buscando ganhos superiores.

Sua tolerância a situações de volatilidade é maior. O que não quer dizer que precauções não devem ser tomadas.

Em um lugar intermediário, ficam os moderados. Estes até assumem correr risco, desde que sejam oportunidades muito boas.

Diante dessa breve análise, compreenda qual o seu perfil  de investidor e continue na jornada!

Escolha uma corretora ou Instituição Financeira para começar

Bom, uma vez passando por todas as etapas anteriores, agora é definir onde você vai investir – E opções não faltam.

Uma possibilidade é usar o serviço do banco no qual você já é correntista.

Contudo, algo sempre desagradável são as taxas, e muitos bancos não dão muito suporte nesta área.

E acredite, você vai precisar de ajuda, especialmente no começo.

Outra opção é utilizar o serviço de corretoras.

Há inúmeras delas no mercado, com os mais diversos planos e facilidades. Basta escolher qual é o ideal para a sua situação!

Comece criando reservas emergenciais

Entre os primeiros passos para investir está também a criação de uma reserva emergencial.

Isso é fundamental para que você esteja sempre protegido em caso de alguma perturbação do mercado.

Por isso é sempre bom pensar em investimentos que tragam liquidez, ou seja, que paguem diariamente, como o Tesouro indexado pela SELIC.

Isto vai possibilitar uma maior segurança para que você possa realizar, por exemplo, diversificações.

Aliás, diversificar é sempre uma boa ideia. Não contar com todos os ovos em uma mesma cesta é recomendado em dias incertos.

Tenha muita paciência

Investimento é tão importante para o seu dinheiro quanto exercícios são para seu corpo.

Contudo, em ambos os casos, os resultados não aparecem do dia para a noite.

Por isso, é importante que você tenha muita paciência, disciplina e calma. É uma ação geralmente de longo prazo.

Saiba mais sobre Finanças, veja aqui.

Mas pode acreditar: é uma das melhores coisas que você vai fazer!

Esperamos que estas dicas para os primeiros passos para investir tenham ajudado no início da sua jornada. Você gostou? Lembre-se de compartilhar em suas redes sociais!

 

*Fonte: https://news24hora.com/quais-os-primeiros-passos-para-investir

Advertisement

Participe do Nosso Grupo e receba Novidades na palma da mão:

WhatsApp Telegram

Leia também

Esse site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade
Clique e Entre em Nosso Grupo 🥰