Principais sintomas da Covid-19

Principais sintomas da Covid-19

Os Principais sintomas da Covid-19 devem ser conhecidos pela população a fim de evitar que a doença se agrave, dificultando, portanto, o atendimento e a cura.

Advertisement

Estamos passando por uma disseminação rápida do vírus SARS-Cov-2 no nosso país, comumente chamado de novo Coronavírus mundo a fora.

Presenciamos o número de infectados e também de óbitos subir a cada dia, inclusive aqui no Brasil.

Por isso, é natural estarmos apreensivos e nervosos com toda a situação e certamente você deva estar também!

Mas o que pode nos acalmar – além de ser aquilo que está dentro de nosso alcance neste momento – é nos munir de informação.

Advertisement

Assim, poderemos ficar alertas tanto para nós quanto para nossos familiares, no momento em que detectarmos alguns dos sintomas mais característicos.

Portanto, dividimos o texto nos seguintes subtítulos para melhorar a leitura:

Principais sintomas da Covid-19 devido ao SARS-Cov-2

É bom explicar, primeiramente, para já tirarmos isto logo do caminho: SARS-Cov-2, o vírus, é o que causa, portanto, Covid-19, a doença.

O vírus é mais comumente espalhado pelo contato próximo com pessoas infectadas que se encontram a menos de um metro e meio de distância.

Pois, quando uma pessoa tosse ou espirra, envia gotículas, quase imperceptíveis para o ar, as quais, portanto, podem aterrissar na pele, boca ou mesmo nariz de pessoas próximas.

Advertisement

Existe, no entanto, a probabilidade dessas minúsculas gotículas serem até mesmo inaladas pelos pulmões.

Gotas contendo o coronavírus também podem pousar em superfícies e objetos onde o vírus pode sobreviver por algum tempo.

O novo coronavírus sobrevive por algum tempo fora da célula do hospedeiro

Existe um artigo pré-impresso (ou seja, que ainda não teve revisão por pares), feito por pesquisadores da Princeton e UCLA, ambas Universidades dos Estados Unidos, que demonstra a sobrevivência.

Em um laboratório, por exemplo, estudos estimam que o SARS-Cov-2, consegue sobreviver por até 24 horas em um pedaço de papelão.

Porém, este tempo pode ser maior, ou seja, de até 2 ou 3 dias em materiais como o plástico e até mesmo em superfícies de aço inoxidável.

Ainda assim, existem outros estudos que sugerem que ele pode sobreviver no meio externo por até 9 dias.

A grande complicação aqui é tocar em uma superfície infectada, e depois levar as mãos aos olhos, boca, nariz, infectando-se rapidamente.

Veja também
1 De 4

Mas segundo o CDC americano, este não é o principal meio que a doença se espalha, mas por meio de contato físico, ou pelo efeito aerossol.

Por exemplo, alguém tosse, e gotículas ficam no ar por algum tempo, portanto, outras pessoas podem acabar o respirando.

Na verdade, este é a principal meio pelos quais os profissionais da saúde ficam infectados, por exemplo.

Justamente por isso, é muito importante seguir as recomendações do Ministério da Saúde ao expirar.

Ou seja, jamais expire nas mãos ou livremente. O ideal é usar o antebraço como escudo ou mesmo um lenço descartável.

Além desse cuidado, outras recomendações são providenciais para evitar a Covid-19, por exemplo:

  • Lavar as mãos, durante, pelo menos 20 segundos;
  • Usar álcool gel quando não disponibilizar água e sabão;
  • Evitar levar mãos à boca, nariz ou aos olhos.


Isso explicado, vejamos agora os principais sintomas da Covid-19. Portanto, leia com atenção!

Principais sintomas da Covid-19

Pode-se dizer que entre os principais sintomas da Covid-19 estão:

Febre (que aflige praticamente 90% dos pacientes  de Covid-19).

A temperatura fica alterada e existe resistência ao tentar diminui-la. Pode chegar rapidamente aos 37, 8 graus e atingir, inclusive 40 graus.

Além disso, tosse seca (aquela sem secreção) e dores generalizadas no corpo se fazem presentes.

Contudo, a falta de ar também pode se manifestar e é neste momento que devemos estar atentos, pois isso pode se tornar grave e a pessoa necessitar, portanto, dos respiradores artificiais.

Um estudo realizado com 71 pessoas na China, que sofriam da doença, também apresentaram acessos de vômito, diarreia e náusea.

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, estes sintomas vão aparecendo gradualmente. Ainda, cerca de 80% casos de Covid-19 são aparentemente leves.

Há muitos relatos de pessoas que incluíram nos sintomas da Covi-19 perda momentânea absoluta do olfato e paladar, melhorando após a cura da doença.

Sintomas graves da Covid-19

Porém, não estamos falando de um resfriado leve. Ao contrário. Pode-se esperar febre muito alta como dissemos, tosse, e por vezes até mesmo pneumonia.

Não é à toa que casos mais graves, quando os sintomas se agravam, demandam o uso desses ventiladores, agora equipamentos de valor inestimável.

Quando falamos de casos mais críticos, estamos nos referindo a insuficiência respiratória ou mesmo falência de órgãos múltipla e óbitos.

O período de incubação varia de 1 a 17 dias, mas a média é de 5 dia.

Por isso que se, por acaso alguém demonstrar os sintomas de Covid-19, por mais fracos que seja, recomenda-se ficar em isolamento por 2 semanas.

Comparação sintomas da Covid-19 com uma gripe normal

Veja bem, o SARS-Cov-2 ou novo coronavírus pode simplesmente se alojar no organismo de uma pessoa e ela não apresentar nenhum sintoma.

Mas, por outro lado, espirros ou mesmo coriza, associadas a uma febre leve, inibida facilmente com antitérmicos, podem não estarem relacionados a infecção pelo coronavírus.

Basicamente, a triagem para a pessoa realizar o teste da Covid-19 está na gravidade dos sintomas, entre elas a mais redundante que é a falta de ar.

Além disso, no início – quando se suspeitava infecção pelo novo coronavírus – se investigava o histórico da pessoa (se viajou, se manteve contato).

No entanto, a essa altura, com a transmissão comunitária, isso já entra em segundo plano.

Justamente por isso, que o governo e vigilância sanitária percebem como mais efetivo para combater a pandemia, o teste em massa.

Conclusão

Vimos neste artigo os principais sintomas da Covid-19 e quando impreterivelmente deve-se recorrer as Unidades Básicas de Saúde.

Reforçamos que muitos dos sintomas são semelhantes a gripes com processos infecciosos, inclusive.

No entanto, há duas características impiedosas nessa pandemia, que são o altíssimo grau de contaminação e a evolução para SRAG – Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Lembre-se então, que a prevenção é a melhor medida no momento, por isso não deixe de COMPARTILHAR este artigo nas redes sociais.

Afinal, é com informação que podemos auxiliar na compreensão do que estamos enfrentando e o que ainda teremos que passar para então VENCER essa pandemia!

 

Referências consultadas

https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.03.09.20033217v1.full.pdf

https://www.journalofhospitalinfection.com/article/S0195-6701(20)30046-3/fulltext

https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prevent-getting-sick/how-covid-spreads.html?CDC_AA_refVal=https%3A%2F%2Fwww.cdc.gov%2Fcoronavirus%2F2019-ncov%2Fprepare%2Ftransmission.html

Leia também

Esse site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade
error: Conteúdo protegido!!