Como dar Entrada no Seguro DPVAT

Como dar Entrada no Seguro DPVAT

Veja tudo sobre Como dar Entrada no Seguro DPVATÉ um dos impostos obrigatórios que todo começo de ano é importante ficar atento para o pagamento da taxa.

Advertisement

Para os donos de automóveis os impostos a serem pagos são IPVA, licenciamento e o valor do seguro DPVAT.

Logo, é preciso fazer a consulta DPVAT e o pagamento DPVAT, pois esse é um seguro obrigatório para os donos de veículos.

Se você tem um automóvel há algum tempo, tudo isso não é novidade e você já deve estar cansando de saber, não é mesmo?

Porém, você sabe quem tem direito ao seguro DPVAT em caso de acidentes? Sabe como dar entrada no seguro?

Advertisement

Tem noção dos valores pago ou das coberturas do seguro DPVAT? Não? Esse artigo é para você então.

Isso porque, muitas pessoas sofrem acidentes no trânsito e não sabem essas informações simples.

Aqui, nós iremos lhe falar sobre os seus direitos e como dar entrada no DPVAT.

Então, veja o que temos sobre Como dar Entrada no Seguro DPVAT:

Pagar DPVAT é importante?

Antes de lhe mostrar como dar entrada no seguro DPVAT, é necessário que você saiba a importância do DPVAT.

Advertisement

Muitas pessoas acham bobagem consultar o seguro DPVAT, pois elas não entendem qual finalidade do mesmo.

Ou seja, elas pagam o valor do seguro DPVAT apenas por ele ser um seguro obrigatório.

No entanto, não sabem para onde o valor é destinado e nem como ele pode acabar beneficiando a si mesmo.

Lembrando que, é muito importante consultar o IPVA para saber se o pagamento está em dia.

Isso porque, existe o risco de ser parado em uma blitz e levar multa na carteira de motorista, não é mesmo?

Sendo assim, o pagamento DPVAT é importante pois ele visa indenizar as pessoas que sofrem acidente de trânsito.

Assim, o valor do seguro DPVAT recolhido é destinado para pagar seguros e despesas médicas.

Veja também
1 De 3

Contudo, deu para entender bem porque esse é um seguro obrigatório, não é mesmo?

Entenda melhor como é distribuído a arrecadação do Seguro DPVAT.

Como é distribuído a arrecadação do Seguro DPVAT

O valor arrecadado do Seguro DPVAT é dividido em 3 seguimentos, sendo:

Advertisement
  • 45% do valor é destinado para o Ministério da Saúde, auxiliando nas consultas e despesas médicas para os acidentados;
  • 5% tem destino para as políticas públicas de trânsito, com a intenção de amenizar os acidentes. Isso inclusive, tem surtido efeito, pois a taxa do DPVAT para carros sofreu uma leve redução quando comparada ao ano passado;
  • E, os 50% restante é destinado para pagar os seguros e indenização.


Viu como é importante consultar o seguro DPVAT e realizar o pagamento DPVAT.

Como dar entrada no Seguro DPVAT

Agora que você já entendeu um pouco sobre a necessidade de consultar o DPVAT e do pagamento do valor do seguro DPVAT, agora veja como dar entrada no seguro DPVAT.

Para dar entrada no seguro DPVAT é importante saber quais as documentações exigidas de acordo com cada cobertura.

Isso porque, existem três coberturas de acidentes e cada uma delas exige uma documentação diferente, veja a seguir.

Os três tipos de coberturas por acidentes

  • Para a cobertura de despesas médicas, são exigidos o Boletim de Ocorrência (BO) e os comprovantes das despesas. Ou seja, você vai precisar guardar todos os recibos e notas fiscais para ser ressarcido;
  • Já em caso de Invalidez Permanente, os documentos são outros, sendo necessário o BO e o laudo médico do Instituto Médico Legal. Esse laudo deve detalhar o que foi sofrido e o porquê da invalidez, a partir disso é então estabelecido um valor para a indenização;
  • E, já nos casos de morte, são necessários o BO e a Certidão de Óbito. Nesse último é preciso também que o requerente seja alguém próximo – conjugue ou herdeiro – sendo necessário comprovar a ligação.

Todas essas documentações são necessárias para que não aconteçam fraudes ou problemas com a indenização do Seguro DPVAT.

Com os documentos em mãos você pode se dirigir a um Detran da sua região e solicitar o seguro DPVAT.

No entanto, é possível solicitar o seguro DPVAT ligando para o número 0800 022 12 04.

Lembrando que, você pode dar entrada no seguro DPVAT em até 3 anos depois do dia do acidente.

E, ao dar entrada é gerado um número para que você acompanhe o processo.

O tempo para pagamento da indenização é de 30 dias corridos, sem contar com a data de entrega da documentação.

Porém, esse tempo é válido para a entrega de todos os documentos corretos.

Ou seja, se ficar faltando alguma documentação, é preciso fazer a entrega correta e a contagem dos 30 dias irá reiniciar novamente.

Por isso, é importante que você saiba toda a documentação necessária, dessa maneira o processo pode ser bem rápido.

Passado esse tempo, com a documentação correta, o valor é recebido na conta corrente do beneficiado.

Quem pode dar entrada no seguro DPVAT

Essa é uma dúvida frequente de quem paga o seguro DPVAT.

Contudo, o valor do seguro DPVAT é oferecido para qualquer pessoa que sofreu acidente de trânsito e que esteja em dia com o pagamento.

Isso mesmo, todo mundo tem direito a indenização do seguro DPVAT.

Lembrando que, isso é válido também para quem não tem carro, mas que acabou se envolvendo em um acidente de trânsito.

Sendo assim, toda vítima de acidente pode ser beneficiada com esse valor, seja pedestre, passageiro ou motorista.

Isso porque, quando você da entrada no seguro DPVAT não é solicitado apuração de culpados.

Pois o valor da indenização é dado independentemente de você ser ou não o responsável pelo acidente.

Contudo, é importante que você saiba que esse seguro não é válido para cobrir despesas materiais.

Então, se o seu carro saiu prejudicado durante o acidente, não cabe a Seguradora Líder – responsável pelo seguro DPVAT – lhe ressarci.

Qual o valor do Seguro DPVAT

Se você deu entrada e está esperando o valor do seguro DPVAT, saiba que não existe um valor fixo.

Tudo depende da cobertura e da situação. Por exemplo:

  • Em casos de despesas médicas, o valor máximo é de R$ 2.700,00;
  • Já nos casos de morte ou invalidez permanente, o seguro cobre até R$ 13.500,00;
  • E, nos casos de invalidez principalmente, é analisado todo o laudo médico, tendo em vista o que foi sofrido. A partir daí, é gerado um valor de X, que não pode ultrapassar os R$ 13.500.

Assim, com todas essas informações, fica mais fácil entender qual será o valor recebido em casos de acidente.

Contudo, se o artigo foi interessante para você COMPARTILHE em suas redes sociais.

Advertisement

Leia também

Esse site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade
error: Conteúdo protegido!!